Revista retira publicidade enganosa.






REVISTA HERMES ADEQUA SEUS ANÚNCIOS E PRODUTOS AO CÓDIGO DO CONSUMIDOR



O IDECON constatou que a famosa revista Hermes, em sua edição n.º 2.742, conhecida nacionalmente desde 1942, estava anunciando seis produtos de eficiência duvidosa: cueca magnética que ajuda o estímulo sexual; travesseiro aromático que ajuda em problemas digestivos; xampu que dobra o crescimento dos cabelos; massageador infravermelho indicado para doenças reumáticas, escova de dentes vibratória que ajuda no combate à placa bacteriana, extensão de cinco metros de fio. Este, sendo anunciado como novo no mercado, sendo que o IDECON o encontrou nos camelôs da cidade. E, finalmente, o repelente de mosquitos elétrico. Diante do fato, o IDECON solicitou da empresa, os dados fáticos, técnicos e científicos que dão sustentação à mensagem. Quanto ao tal repelente de mosquitos, mandou para análise na Universidade Federal do Espírito Santo. Resultado: O Diretor da Revista Renato Carlos Kalimann, sem apresentar qualquer dado sobre seus "produtos", mandou retirá-los da revista. E, quanto ao tal repelente de mosquitos, o laudo da Universidade Federal, dizia resumidamente: "Há várias espécies de mosquitos. O produto não menciona quais?!" (Publicado no Jornal A Gazeta).